AW em Português

editing_for_authors
Editing for authors: because every writer needs a good editor.

heyheymse

Registered
Joined
Nov 19, 2012
Messages
35
Reaction score
5
Location
Louisiana
Pensei sobre fazendo tatuagem com as letras do Pais e Filhos: e preciso amar as pessoas como se nao houvesse amanha - porque se voce para pra pensar na verdade nao ha.

Arrepios. Foi Legiao Urbana (e um namorado brasileiro que deu uma CD deles!) que me feito aprender portugues.
 

goshirn

Super Member
Registered
Joined
Dec 10, 2012
Messages
64
Reaction score
1
Location
Coimbra, Portugal
Ola :) Sou the Portugal, wait... what was that? D: ahah estou sempre a cometer este erro, mais alguém faz o mesmo? Escrever the quando quer escrever de e vice versa?

Eu postei no New Members, AQUI, tem bue informação sobre mim e o que escrevo, mas gosto de tudo um pouco :)

Eu escrevo só em Inglês, posso traduzir o que escrevo depois de o escrever, mas escrever originalmente em Português nunca faço, acho que um dia quando for melhor escritor vou poder faze-lo, mas até lá o Inglês é lingua de escolha.
 

Katze_E

The Imperial
Super Member
Registered
Joined
Jan 2, 2010
Messages
642
Reaction score
784
Location
on Skyrim
Por acaso fico curiosa com o facto de tantos de nós escrevermos em inglês, mesmo quando a nossa língua mãe é português. Será influência de séries e filmes? Eu tenho de admitir que raramente vejo televisão portuguesa (só quando a sogra obriga-nos a vermos telenovelas da TVI, lol). No meu caso, sempre li os livros da biblioteca municipal, ou seja, em português. Apenas recentemente (+- 3 anos) é que comecei a ler em inglês, principalmente por causa de ASOIAF -- nunca gostei muito das versões em português. Mas sempre tive a sensação de que o meu trabalho soa melhor em inglês do que em português. Porque será???
 

SaraP

You can't forget those you've loved
Super Member
Registered
Joined
Feb 4, 2010
Messages
16,280
Reaction score
6,858
Location
Here, there, everywhere.
Bem-vindo goshirn! :hi:

Eu sei que para mim o Inglês faz parte da maneira como o meu cérebro funciona - as palavras não saem a não ser em Inglês. Talvez tenha a ver com o facto de ter vivido nos EUA quando era miúda, numa comunidade em que éramos os únicos portugueses. O meu interruptor linguístico tem estado muito bem oleado desde então. E como ando sempre na net em meios anglófonos (como no chat room daqui do fórum), isso ajuda-o a estar sempre em funcionamento.

Recentemente fui convidada por um amigo meu a participar numa antologia de contos de cariz caseiro. Tentei escrever em Português e a coisa simplesmente não funcionou - ainda por cima dado o tipo de história que era (+18). Acabei por falar com o meu amigo e disse-lhe que iria participar, mas escreveria em Inglês e ele teria de traduzir o meu conto. Foi o que acabou por acontecer: ele traduziu-o, eu revi a tradução e a história foi para a antologia, mas o resultado final não ficou tão bom como o original, simplesmente porque a nossa língua não se presta tão bem para determinadas coisas (ou eu é que não a consegui pôr a funcionar :D ).
 

Persei

Let it go
Super Member
Registered
Joined
Jul 5, 2012
Messages
530
Reaction score
44
Location
Brazil
Pra mim, escrever funciona mais em inglês também... Português é uma língua muito bonita e tal, porém Inglês é mais lógico e não tão floreado, o que combina muito com o meu estilo de escrita (curto e grosso).

Português funciona melhor na poesia, ou prosa poética, na minha opinião.
 

lufico

Registered
Joined
Dec 19, 2012
Messages
4
Reaction score
1
Olá a todos (pela primeira vez). Embora odeie apresentações - simplesmente porque creio que aquilo que daria a apresentar seria aquilo que acho que sou e não o que sou realmente -, acho importante fazer cinco clarificações que, de certo modo, me definem:

  • o meu nome é Luís;
  • não sou escritor, estando muito longe disso, embora goste de escrever, talvez até mais não-ficção;
  • prefiro escrever em Língua portuguesa, aliás, não gosto mesmo nada da língua inglesa, embora tenha os conhecimentos básicos (ver-me-ão a escrever em inglês por aqui certamente);
  • no fórum, pretendo conhecer pessoas novas, um pouco por todo o mundo, parar conhecer também novas culturas e, mesmo, quem sabe, pessoas mais parecidas comigo (nunca conheci ninguém compatível quase na totalidade);
  • sei que existe o fórum de apresentações, mas só se fizerem mesmo questão é que lhe vou dar uso, pois prefiro dar-me a conhecer ao longo do tempo, o que é muito mais desafiante e prazeroso (na vida real, quando nos deparamos com uma pessoa, não temos um texto sobre o que ela acha que é, também temos que a conhecer de modo gradual).

E é tudo. Espero divertir-me e aprender nos próximos meses.
 

princessmiwi

Registered
Joined
Feb 25, 2011
Messages
18
Reaction score
1
Será que sou o único brasileiro por aqui?

Olá, olá, catarina por aqui :)
O Português de Portugal às vezes é tão diferente que eu até me perco - outro dia peguei uns livros em português de Portugal mais antigos e desisti! Muitos '!

Também sou raridade porque escrevo primeiro em português e depois traduzo... e no momento de traduzir já vou mudando as frases de novo... fica uma bagunça!
 

Arislan

Super Member
Registered
Joined
Feb 9, 2013
Messages
99
Reaction score
3
Moro em Los Angeles. Sou de Rhodesia, extincta nacao africana branca, e falo Portugues com fluencia. Tambem na Africa do Sul existem muitos que falam Portugues.

Mas escrever mesmo eu nem tento, nem tenho o teclado de maneira a escrever acentos e tal coisas.

No entanto e' sempre lekker achar outros que o falam. :) Prazer em vos conhecer.
 

EraUmaVez

Registered
Joined
Mar 19, 2013
Messages
14
Reaction score
0
Location
Somewhere over the... holy hell, is that a leprech
Bem, não sei se ainda andará por aqui alguém a ler este thread, mas só para o caso, olá pessoal!

Sou a Joana, lisboeta, acabei de entrar e, ao contrário do que parece ser a norma, escrevo principalmente em português. É um prazer conhecer-vos a todos (eventualmente) e saber que há aqui mais gente a falar português :)
 

Marty0001

Registered
Joined
Oct 30, 2013
Messages
48
Reaction score
2
Por acaso fico curiosa com o facto de tantos de nós escrevermos em inglês, mesmo quando a nossa língua mãe é português. Será influência de séries e filmes? Eu tenho de admitir que raramente vejo televisão portuguesa (só quando a sogra obriga-nos a vermos telenovelas da TVI, lol). No meu caso, sempre li os livros da biblioteca municipal, ou seja, em português. Apenas recentemente (+- 3 anos) é que comecei a ler em inglês, principalmente por causa de ASOIAF -- nunca gostei muito das versões em português. Mas sempre tive a sensação de que o meu trabalho soa melhor em inglês do que em português. Porque será???

Lol parece que tiraste um capitulo da minha vida x)
Pois, a verdade é que visto não ter um bom canal de séries aqui, comecei por volta dos doze anos a fazer downloads na net, e acontece que a preguiça finalmente me serviu, e em vez de sacar as legendas, preferi aprender uma lingua inteira x) (mais do que aprenderia na escola), mais tarde vim a falar com pessoas inglesas ou doutras nacionalidade em ingles via jogos (xbox live, pc por aí). Depois disso, vi que podia ler muitas mais coisas em ingles no google. Ainda para mais, vi que o trabalho de escritores americanos e ingleses soava muito melhor na sua lingua original. O primeiro livro em inglês que li assim foi "The Great Gatsby".

E a ler, ouvir, falar inglês, pensei... bem, mais vale escrever também ^^ Agora escrevo nas duas linguas; gosto do meu português inglesado e do meu inglês portuguesado ^^ gosto da forma como soa, não sei.
 

Rags99

Grendizer go!
Super Member
Registered
Joined
May 26, 2014
Messages
307
Reaction score
88
Location
Burlington, Ontario, Canada
Olá

Eu só queria dizer Olá, eu sou um português, mas se mudou para o Canadá quando eu era muito jovem.

Um grande abraço a todos o português aqui.
 

vasconqs

is not who he thinks he is
Registered
Joined
Oct 17, 2014
Messages
2
Reaction score
0
Location
Portugal
Ao fim de um dia de espera, o homem levantou-se do chão, sacudiu o pó das calças e fez-se mais apresentável.
A mulher que veio à porta usava uma t-shirt garrida, olhou à volta e fez-lhe sinal que entrasse.
- Entre, seja bem-vindo - disse ela em inglês.
Entraram os dois em silêncio, e a mulher da t-shirt garrida fechou a porta outra vez.
- O meu nome é MacAllister. Esta é a minha humilde cabana.
Ele olhou em volta. O átrio de entrada era gigantesco, algo tirado da última cena dos Salteadores da Arca Perdida. Mil e uma portas apontavam mil e um destinos exóticos.
- Pode entrar em qualquer sala. O nome da porta diz tudo o que precisa de saber. Talvez queira entrar nesta primeiro?
Ouviu-se um estrondo vindo de uma porta que dizia "TIO" e ela correu para lá.
- Tenho que ir, boa sorte.
A mulher da t-shirt garrida abriu a porta de onde veio o estrondo e durante um segundo ouviu-se a quantidade enorme de gente que discutia lá dentro. Soava a uma cena de pancadaria à John Wayne, onde um batoteiro acusava o outro de estar a fazer batota. Não lhe pareceu que ela entrasse com ar de quem ia beber um copo. Talvez ela fosse a Sheriff ou a Mayor dentro daquela porta. Talvez ambos.
Os nomes das portas eram crípticos. "New Members" era o nome da porta que a mulher da t-shirt garrida tinha sugerido. Talvez fosse um laboratório genético à la Frankenstein. E ele estava satisfeito com a quantidade de membros que tinha. Nenhuma desta dúvidas se poria na vida real, mas este era um mundo virtual onde tudo podia acontecer, um mundo em parte imaginado na sua cabeça, em parte estruturado por 0s e 1s.
Passou por uma porta que dizia "Office Party". Será que alguém fazia anos e trouxe bolo? Será que ao fim-de-semana os funcionários podiam usar o escritório como local de convívio? Ele não sabia o que esperar. Antes da mulher da t-shirt garrida lhe ter aberto a porta principal, ele tinha procurado meio mundo virtual por um local onde encaixasse. Um local que pudesse chamar "casa". Um local onde as pessoas gostassem de contar e ouvir histórias. Um local onde a imaginação fosse apreciada, onde o mais importante não era um vídeo, ou um jogo, ou um vídeo-jogo. Um local onde uma frase valesse mil imagens.
Continuou a inspecionar as placas nas portas. Chegou-se mais à beira delas para ouvir o que se passava lá dentro. Silêncio em algumas, amena cavaqueira noutras. A mais barulhenta tinha "Politics" no nome. Era de esperar. Parou ao pé de uma porta quando ouviu o que lhe pareceu ser uma mulher a falar português. Na placa lia-se "International District".
Encostou o ouvido à porta, e ouviu francês, espanhol, uma língua nórdica e outra que lhe parecia chinês, mas não ouviu mais nada em português.
Respirou fundo, endireitou as costas, abriu a porta e entrou.
- Olá - disse ele timidamente. Engoliu em seco e ajeitou o colarinho da camisa.
- Olá - repetiu ele, desta vez mais forte. - O meu nome é Vasco.
 
Last edited:

vasconqs

is not who he thinks he is
Registered
Joined
Oct 17, 2014
Messages
2
Reaction score
0
Location
Portugal
O silêncio instalou-se e algumas cabeças curiosas viraram-se na direção dele. Algumas das caras mostravam simpatia. Outras estranheza. O momento passou e as conversas reataram. O homem ficou em silêncio, a tentar perceber de onde tinham vindo as palavras em português, mas não mais as conseguiu descortinar. Levou as mãos à boca para formar uma espécie de megafone.
- Olá! - gritou ele, de cara vermelha. - Sou português, gosto de escrever. Alguém quer trabalhar comigo? Preciso de ajuda, de alguém que leia o que escrevo!
Desta vez as vozes estrangeiras nem sequer pararam as suas conversas. Ninguém lhe prestou qualquer atenção e o homem baixou a cabeça em vergonha.
Deu a volta para trás e dirigiu-se para a porta. Colocou a mão na maçaneta, mas parou antes de a rodar.
 

skuldandy

Just starting.
Registered
Joined
Jan 18, 2015
Messages
6
Reaction score
2
Location
Portugal
- Olá! - gritou ele, de cara vermelha. - Sou português, gosto de escrever. Alguém quer trabalhar comigo? Preciso de ajuda, de alguém que leia o que escrevo!
Desta vez as vozes estrangeiras nem sequer pararam as suas conversas. Ninguém lhe prestou qualquer atenção e o homem baixou a cabeça em vergonha.
Deu a volta para trás e dirigiu-se para a porta. Colocou a mão na maçaneta, mas parou antes de a rodar.

- Espera, não vás já! - Disse uma rapariga tímida que ainda mal tinha falado.
(hehe)

Olá a todos, sou nova por aqui (inscrevi-me ontem e há cerca de 10 minutos postei no New Members) e sou portuguesa. Também subscrevo algumas opiniões que li por esta thread de que prefiro escrever em inglês - talvez porque sou apaixonadíssima pelos livros de Jane Austen (leio-os em inglês, menos o Pride & Prejudice que por acaso só tenho em português) e tiro da escrita dela muito da minha inspiração. Escrever em português é ótimo para algumas coisas (não consigo evitar pensar que para poesia a nossa língua ganha a todas as outras), mas para prosa na minha cabeça sai-me melhor em inglês, enfim!

Espero embrulhar-me nesta comunidade e melhorar a minha escrita, tanto em português como (e principalmente, vá) em inglês.

Beijinhos!
 
Last edited:

SaraP

You can't forget those you've loved
Super Member
Registered
Joined
Feb 4, 2010
Messages
16,280
Reaction score
6,858
Location
Here, there, everywhere.
Olá aos dois! :hi:

Opá, desculpem a ausência, mas isto tem andado ocupado aqui para os meus lados. :) Mas, boa, boa, sangue novo é sempre bom. :D
 

Rosacrvx

Registered
Joined
Aug 8, 2016
Messages
2
Reaction score
0
Location
Lisboa
Olá a todos!
Cheguei aqui à procura de um fórum como este, mas em português de Portugal. Há muito tempo que procuro e não encontro. Alguém me saberá dizer se existe?...
Entretanto, sobre mim. Sou uma rapariga de Lisboa e escrevo ficção em português. No meu processo de escrita, sinto que perco demasiado tempo a fazer tudo sozinha. A revisão, a espera até conseguir o suficiente distanciamento para nova leitura e nova revisão. Seria tão útil ter um par de olhos, isentos e frescos, que me apontassem o que muitas vezes me demora anos a ver! Desde gralhas a sobressaltos na transição de um parágrafo para outro, a dúvidas linguísticas, àquele trecho mais complicado que escrevemos duas ou três vezes e nunca está bem, e voltamos a escrever e continua a não estar bem, e só dez anos depois o encontramos outra vez e percebemos qual era o problema! Sinto que a minha escrita já teria evoluído muito mais se não tivesse de fazer tudo sozinha, sem dúvida nenhuma!
É por isso que procuro pessoas que levem a escrita tão a sério como eu, que sejam leitores ávidos e de mente aberta, que saibam oferecer uma opinião fundamentada e uma crítica construtiva. Até preferia, não sendo essencial, que fosse alguém que também escreva, que tenha disponibilidade para aconselhar e vontade de ser aconselhado (nem toda a gente tem), que goste de opiniões fundamentadas e críticas construtivas. Alguém a quem perguntar o que acha desta ou daquela palavra, deste ou daquele parágrafo, deste ou daquele adjectivo. Alguém a quem perguntar “o que está errado nesta frase?” Acho que aqui no fórum lhe chamam “writing buddy”?... Não sei se é preciso ser tão “formal” e soar tanto a “compromisso”. Mas era ideal que fosse uma coisa mútua, uma partilha. Já escrevo há algum tempo, e sou uma leitora inveterada. Sinto que tenho muito a aprender mas também tenho algumas coisinhas a ensinar.
Acho este fórum uma maravilha, mas infelizmente não me ajuda porque não escrevo em inglês. Penso que não preciso de explicar que escrever em diferentes línguas é como trabalhar diferentes materiais. Não se trabalha o barro como se esculpe a pedra. É por aí.
Quando decidir traduzir o que já tenho para inglês, então sim, acho que este fórum me pode ser muito útil, mas isso não é para agora.
Ah, é verdade! Também sei ler e apreciar a escrita em inglês, mas com um fórum destes à disposição quem é que precisa de mim? ;)
Entristece-me ver que esta thread já não tem movimento há algum tempo. Deixo o convite na esperança de que alguém passe por aqui, à procura do mesmo, se não esta semana para a próxima, se não este mês para o próximo, se não este ano daqui por alguns anos, quem sabe.
E já me alonguei bastante. Fico à espera de respostas, aqui ou por mensagem privada. Obrigada e boas escritas!
 

aruna

On a wing and a prayer
Super Member
Registered
Joined
May 14, 2005
Messages
12,837
Reaction score
2,834
Location
A Small Town in Germany
Website
www.sharonmaas.co.uk
It's been a while since this thread was updated; I hope some of you are still checking in, because I have a request.

I have self-published a book calles Sons of Gods; here is it on Amazon:
https://www.amazon.com/dp/B019TLDMWI/?tag=absowrit-20

It is Indian mythology, a conetmporary version of the ancient Hindu epic Mahabharata.
I have place the book on Babbelcube, in the hope of finding translators into other language.
So far I've found a French, Spanish and now a Portuguese translator -- Brazilian.
It's early stages as yet; nothing is decided. He is first going to translate ten pages, to see how it goes. I then have to review it. But as I don't speak Portuguese, it's rather impossible!

So basically I need a Portuguese-speaking beta-reader who can tell me if the translation is good. Not the content: the language. Gramatically correct, and, if possible, lively and interesting.

The plan is, once it is finished, to find a regular Brazilian publisher, as co-authors.

I think I have already met Truelyana and I will contact her directly; but it woudln't hurt to have more than one opinion, right? It's just ten pages for the start. I might even post them here so that you can all chip in.

How's that? Any volunteers?
 

Imagineer

Registered
Joined
Dec 20, 2017
Messages
2
Reaction score
0
Location
Florianopolis, Brazil
It's been a while since this thread was updated; I hope some of you are still checking in, because I have a request.

I have self-published a book calles Sons of Gods; here is it on Amazon:
https://www.amazon.com/dp/B019TLDMWI/?tag=absowrit-20

It is Indian mythology, a conetmporary version of the ancient Hindu epic Mahabharata.
I have place the book on Babbelcube, in the hope of finding translators into other language.
So far I've found a French, Spanish and now a Portuguese translator -- Brazilian.
It's early stages as yet; nothing is decided. He is first going to translate ten pages, to see how it goes. I then have to review it. But as I don't speak Portuguese, it's rather impossible!

So basically I need a Portuguese-speaking beta-reader who can tell me if the translation is good. Not the content: the language. Gramatically correct, and, if possible, lively and interesting.

The plan is, once it is finished, to find a regular Brazilian publisher, as co-authors.

I think I have already met Truelyana and I will contact her directly; but it woudln't hurt to have more than one opinion, right? It's just ten pages for the start. I might even post them here so that you can all chip in.

How's that? Any volunteers?

I know this is late, but if you're still interested,I'd give it a go. I'm bilingual,btw (English/Portuguese).
 

Krampus Nacht

St. Nicholas and Krampus